fbpx

Neste web book, você vai aprender tudo que precisa saber antes de começar a investir no modelo Peer to Peer Lending. Este modelo de investimento que existe há menos de 20 anos, mas que já conta com milhões de investidores ao redor do mundo.

Se você tem interesse em saber como o P2P nasceu, como investir nele e quais cuidados você deve tomar para fazer investimentos conscientes nesta modalidade, este web book foi feito exatamente para você!

O que é o Peer to Peer Lending?

O peer-to-peer (P2P) permite que os indivíduos obtenham empréstimos diretamente de outros indivíduos, eliminando a instituição financeira como intermediária. Os sites que facilitam o empréstimo P2P aumentaram muito sua adoção como método alternativo de financiamento.

O empréstimo P2P também é conhecido como “empréstimo social” ou “empréstimo coletivo”. A verdade é que ele só existe desde 2005, mas como qualquer outro mercado promissor, já existem hoje dezenas de empresas que se especializaram nesta forma de investir.

Como o Peer to Peer Lending nasceu?

No início, o sistema de empréstimos P2P era visto como uma forma de oferecer acesso ao crédito para pessoas que seriam rejeitadas por instituições convencionais ou uma forma de consolidar a dívida de empréstimos estudantis a uma taxa de juros mais favorável

Nos últimos anos, entretanto, os sites de empréstimo P2P expandiram seu alcance . A maioria agora visa consumidores que desejam pagar dívidas de cartão de crédito com uma taxa de juros mais baixa. Empréstimos para reforma da casa e financiamento de automóveis também estão disponíveis em sites de empréstimos P2P.

Benefícios P2P vs Crédito no banco 

Existem muitas razões pelas quais uma pessoa usa essas plataformas para obter um empréstimo. Como investidor, é realmente difícil saber as razões, que tornam a segurança do empréstimo entre pares variável.

Alguns tomadores de crédito têm bons motivos como:

  • Taxa de empréstimo mais baixa do que em um banco, pois há menos despesas gerais do que em um banco (isso nem sempre pode ser aplicado)
  • Empréstimo mais rápido (algumas plataformas de empréstimo fornecem valor de empréstimo para os mutuários em menos de 24 horas
  • Divulgação do seu negócio nas plataformas, enquanto pede um empréstimo em plataformas que têm milhares de visitantes diários

As taxas para candidatos com bom crédito costumam ser mais baixas do que as taxas bancárias comparáveis, enquanto as taxas para candidatos com registros de crédito incompletos podem subir muito. 

Para os credores, o empréstimo P2P é uma forma de gerar receita de juros sobre seu dinheiro a uma taxa que excede as oferecidas por contas de poupança convencionais ou certificados de depósito (CDs) .

Cenário de Peer to Peer Lending no Brasil e no mundo

Como mencionamos anteriormente, o peer-to-peer lending é novo, surgiu no Reino Unido, em 2005. Mas não demorou muito para o modelo se tornar popular lá fora, ganhando espaço no mundo todo, principalmente nos Estados Unidos, que hoje é o maior mercado de P2P lending do mundo.

No Brasil, ele vem ganhando espaço desde 2011, com o surgimento de empresas como Mutual, Nexoos, Biva e Ulend. Em dois anos, a Nexoos, por exemplo, emprestou R$ 8,3 milhões para empresas de tecnologia. Já a Biva, no mesmo intervalo de tempo, intermediou financiamentos equivalentes a mais de R$ 24 milhões para mais de mil empresas em todos os estados brasileiros.

Os empreendedores que buscam um empréstimo passam por uma avaliação e precisam ser aprovados de acordo com uma série de critérios. Quando uma solicitação de empréstimo é criada na plataforma, os investidores escolhem o quanto querem investir.

Como Mitigar Riscos no Peer to Peer Lending

Existem diferentes ações para tornar o empréstimo P2P mais seguro. Antes de investir em uma nova plataforma ou projeto, é interessante fazer o seguinte:

Avalie o risco dos investimentos que você está fazendo:

  • Avalie as plataformas de empréstimo p2p que você está usando para investir em uma plataforma segura
  • Avalie os projetos em que você está investindo

Diversifique seus investimentos (o que é fácil de fazer, já que as plataformas de empréstimos ponto a ponto permitem que você comece a investir com valores menores de R$1.000.

  • Diversifique seus investimentos em muitas plataformas
  • Diversifique seus investimentos em muitos projetos
  • Diversifique seus investimentos em muitos países e muitos projetos

Como diversificar com Peer to Peer Lending

Sempre faça uma avaliação minuciosa da plataforma que você está investindo e principalmente do projeto no qual você está investindo.

Atente-se também as taxas e ao histórico de crédito daquela pessoa ou empresa que está pedindo pelo crédito.

E por último mas não menos importante, nunca coloque todos os seus investimentos em somente um projeto, procure sempre mesclar opções com melhores taxas de retorno e maior risco, assim como opções mais seguras, porém com menor retorno previsto.

Perfil de investidor vs Peer to Peer Lending

Conservador

É pouco comum você ver pessoas com um perfil de investimento conservador investindo. Afinal, O conservador tem como propósito central proteger o seu patrimônio, acumulando sem perdas.

E não somente isso, ele na maioria das vezes busca por investimentos que são mais conhecidos, como CDBs, LCIs e LCAs, e acaba ficando um pouco desconfiado de investimentos como o Peer to Peer Lending.

Moderado

Como o próprio nome já fala, o investidor com perfil moderado é aquele que costuma querer taxas maiores que as taxas básicas de mercado. Portanto, ele está mais propenso a correr alguns riscos desde que a taxa de juros do investimento seja maior que a SELIC e o CDI, por exemplo.

Por este motivo, é comum que este perfil de investidor opte por diversificar a sua carteira com investimentos P2P que podem gerar as vezes 4x o valor do CDI, com um risco moderado.

Arrojado

Investidores arrojados costumam ser mais experientes e propensos a correrem riscos. Não se abalam facilmente por eventuais perdas, porque entendem que o saldo final, no médio ou longo prazo, os ganhos vão compensar tudo.

Este tipo de comportamento, também o coloca como possivelmente o mais predisposto a experimentar novas formas de investir, exemplo do P2P. 

Conclusão sobre Peer to Peer Lending

O P2P oferece aos investidores a chance de obter retornos anuais competitivos (até 17%), investindo em empréstimos pessoais não garantidos a outros consumidores por meio de plataformas.

Alguns investidores peer-to-peer podem obter retornos de dois dígitos, mas existem riscos significativos, principalmente:

  • Os investimentos não são líquidos (você deve esperar que o mutuário pague o empréstimo antes que todo o seu principal seja devolvido).
  • Uma futura recessão econômica pode levar a inadimplências generalizadas de empréstimos, levando a retornos reduzidos e / ou perda de principal.

Lembre-se, diversifique!

A classificação de crédito significa que os empréstimos de melhor qualidade terão as taxas de juros mais baixas. Mas se você investir apenas em empréstimos de alto nível, seu potencial de renda será limitado a menos de 5% ao ano. 

Ao misturar as posições em empréstimos de grau inferior, você pode aumentar esses retornos para dois dígitos. A ideia, claro, é distribuir seu capital por diferentes graus de empréstimos e evitar aqueles de maior risco.

Sobre o autor

Miguel é um dos responsáveis pela relação com os investidores, ao longo da história do Allugator Invest, ele já ajudou centenas de investidores a conseguirem dois dígitos de rentabilidade na renda fixa em 2020.

Leave a Reply